Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Marcação da agenda

07.06.15

PS e PSD andam entretidos a condicionar a agenda.

O PS anunciou prematuramente a data da Convenção. Deu trunfos ao PSD e CDS que tentaram antecipar o seu calendário.

O PS percebeu o erro e intercalou a apresentação das suas propostas, antecipando, por sua vez, a agenda à coligação.
O PSD voltou à carga. Nesta semana criou um pseudo-acontecimento com as garantias com o único objectivo de tentar condicionar a Convenção do PS.
Mal terminou esta iniciativa o PS colocou o programa eleitoral no seu site e procurou dar visibilidade através dos media. Logo a seguir.
Terminada a Convenção, na manhã de domingo, a ministra das Finaças anuncia que vai antecipar o pagamento de dívida ao FMI.

O curioso é que a transferência de Jorge Jesus para o Sporting anulou este jogo do gato e do rato. Nem garantias nem programa do PS. Uma devastação.
A seguir foi a noticia sobre a eventual prisão domiciliária de José Sócrates.

Conclusões:
- ainda estamos muito longe dos media darem grande relevância ao jogo eleitoral (se vão dar)
- a politica nacional não dá audiência.
- a agenda da imprensa que funciona como watchdog é mais eficaz e tem um efeito tremendo. Ontem o Correio da Manhã destacava os negócios de Lello. Hoje fala dos rendimentos de Marco António. Os indecisos e abstencionistas, os alvos preferenciais da comunicação do PSD e PS, assim, vão continuar muito distantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:06




Pesquisar

Pesquisar no Blog  



Arquivos

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D